Um problema de livro-texto

Sei lá por que outro dia decidi resolver problemas do livro-texto em minhas aulas de Física II. Em princípio, as aulas deveriam ser apenas teóricas e os problemas geralmente seriam resolvidos pelos monitores do curso, mas eu estava com o curso adiantado e achei que talvez fosse divertido resolver alguns dos problemas em sala de aula. A solução para o primeiro deles fui tentar escrever no papel, mas — caramba! 😯 — eu não consigo mais escrever em papel… Aliás, foi difícil encontrar papel em casa para eu poder escrever… Desisti quando não conseguia mais usar a caneta (dá dor na mão!). Enfim, liguei um dos meus velhos (no caso, um novo) computadores e digitei tudo usando LyX. Enfim, o final da atividade foi um arquivo com tudo nele, equações, números, um monte de casas decimais, etc. Pensei em realmente aproveitar o conteúdo digital para colocar aqui, no Nerdyard, mas eu teria que digitar o enunciado do problema e desanimei. Preguiça, preguiça… Na verdade, não é bem preguiça; simplesmente não creio que me estimulo em copiar coisas. Sofro de um tédio agudo que muitas vezes me impossibilita até mesmo de fazer as coisas mais naturais de forma natural. Então, decidi fotografar os enunciados e inseri-los aqui como figuras. Pronto! Vamos ver se isso funciona. Você é quem vai dizer se valeu ou não. 😉

Vejamos, o enunciado do primeiro problema do capítulo nove do livro do Moysés Nussenzveig é o seguinte:

E agora vem a solução. Note que deixo um monte de casas decimais, desnecessariamente, apenas porque é mais fácil fazer copiar-colar diretamente da calculadora. Não faz sentido tantas casas decimais em uma situação real. Mas, enfim, aqui a situação é, em princípio, completamente irreal, como no caso de qualquer outro problema de livro-texto.

A equação de estado para o ar, considerado como gás ideal, fornece

Precisamos encontrar as quantidades do membro direito dessa igualdade. A constante é dada por

(veja página 191). A temperatura dada é de

O volume é dado por

A pressão atmosférica dada é de No entanto, precisamos saber a pressão dentro do tubo de vidro. O mercúrio sobe até quando a pressão atmosférica externa se iguala à pressão interna do ar no vidro somada à pressão exercida pela coluna de mercúrio. Assim,

isto é,

Mas, de acordo com a página 4, temos

Então,

isto é,

Recomendo também a leitura das postagens a seguir:

Gostou desta postagem? Então clique no botão abaixo e siga o Nerdyard no Twitter! Toda vez que houver uma nova postagem aqui, você saberá imediatamente! :cool:

Siga Nerdyard no Twitter

Melhor ainda: inscreva-se em Nerdyard e receba, por e-mail, o aviso com links para cada nova postagem ou novidade.

Google Groups
Inscreva-se em Nerdyard
Melhor email:
Visite este grupo

NOTE QUE EU ODEIO SPAM COM TODA CONVICÇÃO! :cool:

Dessa forma, não se preocupe: eu juro que jamais fornecerei seu endereço de e-mail ou qualquer outra informação sobre você para ninguém!

Clip to Evernote

Deixe um comentário for Um problema de livro-texto

Editor de Equações (www.codecogs.com/latex/eqneditor.php)

Para entender como utilizar esse editor de equações, clique aqui.