Philosophiæ Naturalis Principia Mathematica

Newton publicou a primeira edição de sua obra Philosophiæ Naturalis Principia Mathematica em latim, em 5 de julho de 1687. Vários estudantes têm me perguntado onde podem encontrar mais material sobre Newton e seu grandioso trabalho. É realmente motivador ver os jovens tão entusiasmados com os princípios e as origens da Física, talvez a mais inspiradora das ciências. Andei olhando e selecionei alguns links que talvez possam satisfazer um pouco essa curiosidade saudável. Primeiramente, eu gostaria de apresentar a você um professor da UNICAMP que muito pode contribuir para sanar um pouco essa urgência sobre os primórdios da Mecânica de Newton: é o Professor Andre Koch Torres Assis, que disponibilizou vários livros em PDF. Em particular, eu sugiro dar uma olhada no seu Mecânica Relacional. Tem um bocado de coisas lá que são “cool,” como diria o Dr. House. Agora, se você realmente quer ir aos originais do próprio Newton, tem sua obra em latim. Embora seja mais legal ver esse link porque se parece mais com um livro de verdade, tem também a versão em Google Book, com a opção para baixar um arquivo em PDF. Em 1729 surgiu a primeira edição dos Principia em inglês. O link do volume I está aqui. O link do volume II está aqui. Para mais alguma coisa, dê uma olhada na minha resposta para o comentário de J. Guilherme, na postagem sobre Newton e as leis de Kepler.

Philosophiae Naturalis Principia Mathematica
Retirado do link http://www.ntnu.no/ub/spesialsamlingene/ebok/02a019654.html

Gostou desta postagem? Então clique no botão abaixo e siga o Nerdyard no Twitter! Toda vez que houver uma nova postagem aqui, você saberá imediatamente! :cool:

Siga Nerdyard no Twitter

Nerdyard

2 respostas para “Philosophiæ Naturalis Principia Mathematica”

  1. “Partindo destes princípios… Newton conseguiu explicar os movimentos dos planetas, luas e cometas, até os mínimos detalhes, assim, como as marés e o movimento de precessão da Terra – uma realização dedutiva de magnificência única”
    Albert Einstein

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *