Eu já mostrei minha equação. Agora você me mostra a sua?

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O Nerdyard permite que você coloque expressões matemáticas nos comentários e, para facilitar esse processo, adicionei um editor com visualização das equações em que você escrever. É muito importante que você possa, caso sinta que deve, contribuir para nossa comunidade comentando postagens, fazendo sugestões, colocando dúvidas e compartilhando pensamentos. Para que sua comunicação possa ser ainda mais poderosa, nada melhor do que usar , mesmo sem saber os comandos! O editor que explico a seguir permite justamente essa façanha! Faça bom uso dele!

No final da postagem, você sempre encontrará o que mostra esta figura:

Vamos supor que queiramos escrever a equação

Quem sabe consegue escrever isso sem editor algum. Mas mesmo quem sabe pode ganhar tempo utilizando nosso editor de equações. O processo é praticamente óbvio: utilizamos os botões apropriados do editor e obtemos o que mostra a figura. Veja como o código vai aparecendo conforme você clica nos botões! 😎

Note também que você deve trocar os ‘s e ‘s do editor pelos símbolos e expressões desejados. Veja que a equação aparece ao lado do retangulozinho onde fica o código em . Você, para inserir a equação no comentário, não pode copiar a figura ao lado do retangulozinho de código, pois não vai dar certo se tentar fazer isso. O que funciona mesmo é copiar o código em e colá-lo no campo de texto do comentário, conforme indica a figura seguinte.

Acabou? Não!!! 😛 Falta colocar o código da equação entre dois operadores importantíssimos, como mostra a próxima figura.

Você não pode esquecer, de jeito algum, de começar com $latex e terminar com $ para não dar pau! ❗

Nota Bene: Os usuários de MediaWiki, ao invés de usarem $latex e $, devem usar, respectivamente, os comandos <math> e </math>.

É assim que se faz! Eu já mostrei as minhas equações. Agora é a sua vez! 😎

Música desta postagem: Vivaldi: Die vier Jahreszeiten – Winter (Allegro non molto)

Recomendo também a leitura da postagem a seguir:

Gostou desta postagem? Então clique no botão abaixo e siga o Nerdyard no Twitter! Toda vez que houver uma nova postagem aqui, você saberá imediatamente! :cool:

Siga Nerdyard no Twitter

Melhor ainda: inscreva-se em Nerdyard e receba, por e-mail, o aviso com links para cada nova postagem ou novidade.

Google Groups
Inscreva-se em Nerdyard
Melhor email:
Visite este grupo

NOTE QUE EU ODEIO SPAM COM TODA CONVICÇÃO! :cool:

Dessa forma, não se preocupe: eu juro que jamais fornecerei seu endereço de e-mail ou qualquer outra informação sobre você para ninguém!

Clip to Evernote

9 Comments for Eu já mostrei minha equação. Agora você me mostra a sua?

  1. reginaldo said,

    março 7, 2011 @ 12:00

    Olha só a equação que eu escrevi:

  2. reginaldo said,

    março 7, 2011 @ 12:02

    Note que para escrever o limite com o logo abaixo, isto é,

    precisamos usar o comando \displaystyle logo antes do limite:
    \displaystyle \lim_{x\rightarrow a^{+}}\int_{a}^{x}\sqrt{x^{2}+s^{2}}\, ds=0

    Caso contrário, como indicado na postagem acima, o resultado fica assim:

    que não tem problema algum. Veja meu comentário anterior que é a equação que obtive usando exatamente o comando acima, como na postagem, sem o comando \displaystyle.

  3. José Victor said,

    março 17, 2011 @ 13:24

  4. José Victor said,

    março 17, 2011 @ 13:43

    Caro Professor,

    Antes de mais nada, parabéns pelo excelente trabalho que faz neste seu blog. Estou acompanhando suas peripécias matemáticas e estou impressionado com sua versatilidade no assunto. Gostaria de aproveitar o ensejo para pedir uma ajuda. Sei bem como encontrar a equação das geodésicas via tensores, usando suas propriedades e as consequências de um espaço curvo, tão caro à RG. Ultimamente, a curiosidade me fez ir atrás de como obter a mesma equação via Principio Variacional. Bem complexo e não tão claro quanto pelo método quase natural.

    Encontrei uma dedução por este método naquela livro de Murray R. Spiegel(Coleção Schaum), de análise vetorial. Página 266, problema resolvido 51. Interessante, o desenvolvimento. Em dado momento, e para obter o resultado desejado, autor faz a seguinte identificação:

    e, a partir daí, parte para a simplificação da expressão até chegar à equação das geodésicas.
    Mas, em verdade, preciso de ajuda; Eu não conseguí provar que a identificação feita é verdadeira. Sinto que é, mas me falta algum detalhe que se recusa a aparecer em minha cabeça. Você poderia tentar um esclarecimento?
    Muito grato.

  5. reginaldo said,

    março 18, 2011 @ 12:01

    Olá José Victor,
    Grato deveras pelas suas palavras gentis e por acompanhar minhas “peripécias matemáticas”! Valeu mesmo!
    Com relação à sua equação de geodésicas, não seria sua equação, na verdade,

    Porque, se assim for, é fácil ver o que significa a igualdade. Veja:

    pois não fiz nada além de escrever a mesma coisa como sendo igual à soma de suas metades. Note agora que a segunda metade, no membro direito, pode ser escrita assim:

    já que trocar índices mudos de somas não altera as somas sobre eles; só o que fiz foi trocar por e , por . Podemos usar esse mesmo truque de novo, só que agora fazemos:

    e

    Com essas trocas, obtemos

    Substituindo essa nova forma de escrever a segunda metade do membro direito da primeira equação deste meu comentário, obtemos o que você procurava:

    Espero que eu possa tê-lo ajudado. Era mesmo o segundo índice do acima?

  6. Denis said,

    março 22, 2011 @ 18:06

    Uma dedução bem *didática* da geodésica via principio variacional pode ser encontrado no livro, Mathematical Methods for Physicists, Six Edition, do Arfken & Weber

  7. reginaldo said,

    março 23, 2011 @ 10:54

    Olá Denis,
    Grato deveras pelo seu comentário. Tenho certeza de que sua dica será útil para muitos seguidores de Nerdyard. Valeu!

  8. José Victor said,

    março 24, 2011 @ 10:49

    Reginaldo,

    Referência, data: 17.3.2011

    Antes de mais nada, muito grato pelo retorno. Também agradeço a atenção do Denis.

    A solução à questão, dada pelo Prof. Reginaldo, é a que deve ser mesmo.
    Um pouco de desatenção com as regras da notação indicial, em vista da simetria do produto nas derivadas de x em relação a t, bem como o fato de índices mudos(de soma) poderem ser mudados à vontade, realmente me escaparam(é que tomei muita coca-cola na noite anterior…). Não importando se ví isso logo fiz a postagem ou não, a verdade é que, com esse seu retorno, sinto que este ambiente é proprício para todos que desejem aprofundar conhecimentos, ou mesmo expor novos, ou esclarecer outros. Pois é de alto nível. Muito grato mesmo.

  9. reginaldo said,

    março 24, 2011 @ 17:20

    Olá José Victor,
    Grato deveras pelo seu follow up. Valeu mesmo! Essas coisas são assim mesmo! 😛

RSS comments feed· TrackBack URI Eu já mostrei minha equação. Agora você me mostra a sua?

Deixe um comentário for Eu já mostrei minha equação. Agora você me mostra a sua?

Editor de Equações (www.codecogs.com/latex/eqneditor.php)

Para entender como utilizar esse editor de equações, clique aqui.