Com epiciclos suficientes descrevemos qualquer órbita

Ptolomeu utilizava epiciclos e outros truques para poder descrever as órbitas panetárias de forma acurada. Com efeito, se o número de epiciclos for suficientemente grande, é possível conseguir descrever qualquer órbita com precisão tão grande quanto se deseje. Descobri o videozinho abaixo no site de Dennis Duke; mais especificamente, na página http://people.sc.fsu.edu/~dduke/models.htm. O videozinho é também uma boa diversão. Serve para ilustrar a ideia por trás de utilizar um número grande de epiciclos para descrever os intrincados detalhes orbitais reais.

Descobri também, lendo no final do vídeo, o link para o site de Santiago Ginnobili, onde tem uma postagem sobre: Deferentes, epiciclos y adaptaciones. Santiago Ginnobili e Christián Carlos Carman colaboraram em um artigo onde descrevem a órbita do vídeo.

Gostou desta postagem? Então clique no botão abaixo e siga o Nerdyard no Twitter! Toda vez que houver uma nova postagem aqui, você saberá imediatamente! :cool:

Siga Nerdyard no Twitter

Melhor ainda: inscreva-se em Nerdyard e receba, por e-mail, o aviso com links para cada nova postagem ou novidade.

Google Groups
Inscreva-se em Nerdyard
Melhor email:
Visite este grupo

NOTE QUE EU ODEIO SPAM COM TODA CONVICÇÃO! :cool:

Dessa forma, não se preocupe: eu juro que jamais fornecerei seu endereço de e-mail ou qualquer outra informação sobre você para ninguém!

Clip to Evernote

6 Comments for Com epiciclos suficientes descrevemos qualquer órbita

  1. victor said,

    agosto 2, 2010 @ 17:01

    o cara deve ter demorado um monte pra fazer esse homer…

  2. Luiz said,

    agosto 3, 2010 @ 2:51

    Muito bom! Bacana pela iniciativa do blog!

  3. reginaldo said,

    agosto 3, 2010 @ 6:44

    Olá Luiz,
    Grato deveras!

  4. brandão said,

    agosto 3, 2010 @ 9:48

    Nossa são muitas bolinhas, não consegui entender, como há muitos galinços.

  5. reginaldo said,

    agosto 4, 2010 @ 15:32

    Olá Victor,
    Pois é, o cara deve ter trabalhado bastante e bem!

  6. reginaldo said,

    agosto 4, 2010 @ 15:35

    Olá Brandão,
    Você só precisa entender que as 1000 “bolinhas” foram necessárias para descrever a órbita em forma de Homer Simpson. O ponto a ser feito com isso é que, tendo um número suficientemente grande de “bolinhas”, é possível desenhar praticamente qualquer órbita. O que é galinço?

RSS comments feed· TrackBack URI Com epiciclos suficientes descrevemos qualquer órbita

Deixe um comentário for Com epiciclos suficientes descrevemos qualquer órbita

Editor de Equações (www.codecogs.com/latex/eqneditor.php)

Para entender como utilizar esse editor de equações, clique aqui.